Guia prático para arranjar marido

Chega uma hora na vida da mulher que ela cansa de se arrumar para sair com as amigas, de gastar maquiagem cara sem pegar ninguém, sentar à mesa do mesmo bar, olhar uma para a cara da outra e fingir que está se divertindo. Cansa também de ter que ficar inventando assunto com aquela amiga da amiga (aquela que você nem vai muito com a cara, mas que sempre está junto, afinal, você não quer parecer uma mala sem alça). Cansa, ainda, de falar mal – com uma pontinha de inveja – daquela pervertida que finalmente conseguiu um namorado.

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Quando você está lá novamente no barzinho no final de semana, com todas aquelas amigas solteironas e trintonas, você pensa como seria realmente bom estar com aquele gato dos seus sonhos do lado, dividir as escovas de dente, tomar banho juntos, adotar uma cachorrinha Poodle e chamá-la de Lili, tomar chimarrão domingo de manhã e depois descascarem, sentados na varanda de casa, as batatinhas pra maionese do churrasco… Depois de visualizar isso, você toma a decisão: quero um marido para chamar de “mor”.

guia para arranjar marido guia para arranjar marido

Minutos depois você logo percebe que sua vida complica e que esta não será uma tarefa simples. Primeiro porque sua cidade é pequena e a oferta de homens solteiros, menor ainda; segundo, porque você já não é tão jovem com tanta força de vontade; terceiro, porque a concorrência é desleal e; quarto, você é exigente e não quer casar com qualquer um, afinal, manter a linhagem é um sonho seu desde quando brincava de Barbie e ela era a mulher do Ken (bonito e bem sucedido).

Calma! Nem tudo está perdido minha amiga.

Antes de tudo é preciso foco. Decidir qual o tipo de marido você deseja encontrar. Aquele que você vai ter que aguentar suado e fedendo após chegar em casa do futebol da segunda-feira, aquele capaz de fazer você se sentir especial mesmo depois de comer três panelas de brigadeiro durante a TPM, aquele que vai urinar na tampa do vaso na alegria e na tristeza. Foco é importante pra tudo nessa vida, principalmente neste caso.

Para ajudá-las nesta árdua tarefa, eu decidi escrever este pequeno guia prático para vocês já irem agendando a igreja e separando modelo para os vestidos das damas de honra. Vamos lá?

Para encontrar um marido fiel: todas nós sonhamos com um cara que não nos traia nem mesmo pelo grupo do Whatsapp da firma. Apesar de esta iguaria ser bastante escassa ela pode ser encontrada, acreditem. O primeiro grande detalhe que precisa ser observado é como o “boymagia” trata a própria mãe. Saiba que se ele for grosso com ela, ele certamente será com você e não irá te respeitar nunca. Afinal de contas, o que pensar de um homem que não respeita a própria pessoa que o colocou no mundo? Além disso, é importante vasculhar o passado do cara. Se ele já traiu a ex-namorada não pense que ele não vai te trair. Ele nunca vai mudar! (palavras de sabedoria);

Para encontrar um marido bonito: Se para você a beleza vem antes de qualquer coisa, saiba que você está no caminho mais difícil. É triste dizer isso, mas a maioria dos homens muito bonitos é gay e, provavelmente, ele estará mais interessado no seu irmão, e não em você. O lado bom disso é que aquele ditado que diz “quem ama o feio, bonito lhe parece” não está errado. Um feio arrumadinho, carinhoso, fiel e atencioso pode ser muito mais lindo do que um bonito chato e galinha. Além disso, saiba que homens feios têm filhos bonitos (beijo pai, te amo!);

Para encontrar um marido rico: este é o tipo de marido que precisa de mais investimento financeiro e físico. Se o seu foco são os homens ricos, tenha em mente que os dois salários mínimos que você ganha por mês terão que ser gastos em roupas, calçados e acessórios caros. Além de necessariamente ter que se matricular em uma academia “top”, seu décimo terceiro salário deverá ser destinado a algum tipo de cirurgia plástica. Recomendo o silicone, porque a maioria dos homens ricos aprova peito grande e querem estar acompanhados de uma mulher “gostosa” e bem vestida. Além do investimento financeiro, você terá que ler bastante sobre etiqueta social e a CARAS, porque as sogras ricas não gostam da classe média e, se você não estiver preparada, ela logo vai perceber que você é a Cinderela, consequentemente, vai desaprovar o namoro e a reserva da igreja terá que ser cancelada. Portanto, tenham em mente que nem sempre arranjar um marido rico é tarefa fácil. Além dessas dicas, eu lhes desejo boa sorte nesta penosa e longa empreitada;

Para encontrar um marido médico: Se você achou muito difícil minhas dicas do tópico anterior, saiba que nem tudo está perdido. Dizer que seu marido é médico, para muitos é sinônimo de “marido rico”, causa o mesmo impacto. Neste caso apenas devemos descartar os ginecologistas – essa especialidade pode gerar certo ciúme durante as núpcias. A primeira dica se você deseja unir as escovas de dente com um médico é matricular-se em um curso de enfermagem (pode até ser técnico – é mais rápido), dessa forma, após formada ou durante o estágio, você estará próximo ao alvo, o que facilitará a troca de alianças. Se você tem pavor de sangue e de seringas, não possuindo vocação nenhuma para ser enfermeira é preciso achar alguma doença fictícia ou “acidentar-se” constantemente. De preferência uma vez por semana. Assim você multiplica as chances de parar no posto de saúde e encontrar aquele plantonista solteiro e novo na cidade. Com a doença você pode jogar um charme durante as consultas e se ele pedir pra você retornar a cada 15 dias, menina, manda avisar o padre já!

Para encontrar um marido advogado: Nunca, jamais e nem pensar queira casar com um advogado(a) – essa dica vale para os homens também. Tire essa ideia maluca da sua cabeça. Sem mais. Próximo…

Para encontrar o marido ideal: a grande dica aqui é esquecer todas as outras descritas acima. O marido ideal é o mais fácil de ser encontrado. Ele está em qualquer lugar, ele pode até estar do seu lado (já dizia o Jota Quest). Para tanto, basta você firmar sua personalidade, se conhecer como pessoa, descobrir quais são seus anseios e gostos pessoais, sorrir e ter senso de humor. Você irá encontrar o homem ideal quando perceber que pode ser feliz com pouco, quando se apaixonar pelas coisas simples da vida e perceber que o ideal mesmo é estar do lado da pessoa (im)perfeita, que te mima, que te cuida e que te faz sentir importante todo dia que você acorda pela manhã. O homem ideal chega quando a gente se esquece de querer encontrá-lo, porque a gente simplesmente se encontra.

Após seguir a última dica, acorde cedo, esquente a água do chimarrão, coloque as batatinhas pra ferver e seja feliz para sempre! Beijo, beijo.

 

Curta e acompanhe a nossa página no facebook!

"Confira os comentários, e deixe a sua mensagem ou dúvida."

  • Junior José Jacobs Maximus

    Daiana Gentilini, pessoal ficou curioso acerca de qual seriam os “gravames matrimoniais” de se casar com um advogado! haha Na verdade eu quero inaugural e teste esse plugin de discussão. 😛

  • Gente! A questão do advogado é que, além de tudo, sou advogada. E, a maioria das minhas amigas também são, algumas até, casada com advogados. A colocação no artigo foi uma ironia simpática! Podem casar com a classe sim! “Tudo gente boa” Hehehehe….

  • Junior José Jacobs Maximus

    Ufa! Então eu também não preciso me explicar. E como estou solteiro (viu meninas!? no problem com os lawyers!) haha :)