É fome ou é só ansiedade?

Já passa da meia-noite e quem disse que durmo?

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

Acabo de ser convidada para escrever para o blog que mais tenho acessado nos últimos meses de minha vida e, simplesmente, não consegui diminuir minha ansiedade. Parada, segurando a porta da geladeira aberta, pensando e olhando para essa luz, que na escuridão de meu apartamento deixa tudo tão sedutor e belo (aliás, vocês também já se pegaram abrindo a geladeira para pensar?). Até minhas maçãs parecem dançar com o tilintar das garrafas de água na porta.

Realmente, tudo parece me seduzir madrugada a dentro, porém é aqui que mora o perigo. Madrugada, ansiedade, variedade reluzente na geladeira vilões perfeitos para minha disciplina. Mas, o que seria pior? Eu já estou dominada por doses cavalares de endorfina e serotonina que bagunçam o meu discernimento.

Comentei que tenho lido muito o blog Bem Casados, ultimamente? Pois é, casar também está nos meus planos! Tenho fome de felicidade, afinal como você amiga, acredito ter encontrado o sapo no cavalo branco e este blog costuma preencher as lacunas de sonhos encantados que cultivo em meu travesseiro.

Eu sempre defendi a reeducação alimentar pela saúde, autoestima e tendo você mesma como foco e objetivo, mas hoje, apaixonada, sei que a vontade de estar linda no grande dia, ou simplesmente arrancar um elogio do homem da sua vida, também faz um bem danado para mente e espírito. E vamos combinar? Que racinha mais difícil de elogiar não é mesmo?

IMG_4852

Melancia, queijo branco ou… Pizza? Nossa, prefiro o frio na barriga da estreia de minha coluna que o peso na consciência de ser vencida pela ansiedade. Uma vez uma paciente me perguntou: “Lu, sou muito ansiosa, unha engorda?”. Amo meu trabalho, pois a rotina me possibilita conhecer pessoas criativas e geniais.

Tem um artigo que li uma vez na pós-graduação, em Curitiba, que alertava para estresse e o poder da vitrine. “As vezes a menor fatia da vitrine traz consequências menores que provocar todas suas glândulas e não saciar nem um pouco da vontade”. Parcimônia! O resumo do artigo era tratar a atração pela vitrine da panificadora com moderação. Tudo é uma conta matemática. Gasto X Consumo.

Eis que me deparo com um tímido e salvador leite fermentado (sabe aqueles potinhos pequeninos?) convidando minha ansiedade para dormir. A melhor companhia para voltar para baixo das cobertas e cultivar o desejo de construir uma coluna bacana, interessante e que dialogue com você, assim como eu tenho dialogado com tantas postagens deste blog.

E não esqueça de me seguir no Instagram e no Facebook: @LuRamosNutri.

"Confira os comentários, e deixe a sua mensagem ou dúvida."

  • Parabéns pela estréia Lu! Acredito que nossas leitoras vão adorar esse tom de discurso. Obrigado pela confiança :)